DISCORDAR NÃO É CRIAR DISCÓRDIA...

DISCORDAR GIF

VOZ MUDA OUVIDOS SURDOS

Minha foto
Itabuna, Bahia, Brazil
Baiano, não soteropolitano, temente a Jah, amante da família, das mulheres, do Reggae, da cerveja e do FLAMENGO.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

A GERAÇÃO QUE SE PERDEU.


Sem título 1
A imprensa brasileira e/ou os que se dizem conhecedores do futebol, depois da Copa do Mundo realizada no brasil, onde a seleção da CBF que representa o estado brasileiro, foi um fiasco, perdendo da Alemanha, debruça-se em detectar os erros e o estágio do futebol brasileiro como um todo.
É vero que o futebol, como show Business, está há anos luz de distância do futebol europeu, mas em campo, nós nos deparamos com uma distância não tão grande, pois devemos observar as realidades.
Os jogadores do Brasil são valorizados no futebol mundial, embora os que jogam em posições de meio de campo defensivo e defesa, nos falta uma geração com atacantes de nível técnico supra sumo.
Onde é que perdemos o fio da meada?
Simples, perdemos quando nos demos conta que deveríamos aprender com os perdedores.
Ora, se ganhamos cinco campeonatos mundiais dos europeus, deveríamos ter algo de bom para isto, mas ao contrário de aprendermos com eles a organização fora de campo e acentuarmos as qualidades nossas dentro de campo, fizemos o contrário.
Aprendemos com eles como sermos "brucutus" e perdemos a essência do futebol que era a qualidade técnica e a habilidade.
Em contra mão da verdade, os especialistas afirmam que os jogadores tem que ir para a Europa bem cedo para aprenderem com eles como jogar bola, mas ao mesmo tempo exigem que o futebol tradicional dos brasileiros estejam em campo.
Quando houve a tentativa de se fazer um time competitivo, as criticas vieram, mas esquecem eles que não há como voltar aos tempos antigos se os jogadores com 20 a 23 anos são vendidos ao exterior e perdem totalmente a capacidade de jogar tal como os brasileiros.
É uníssono o apelo para a retomada do futebol brasileiro, mas também é a apelação para refazermos os passos das seleções da Alemanha e da Espanha.
Como fazer isto?
Se os jogadores brasileiros são formados para jogarem o futebol da Europa, como eles vão aprender o futebol brasileiro?
Vejamos: A última vez que tivemos uma seleção vencedora na Copa do Mundo, o que não quer dizer nada, tínhamos jogadores formados no Brasil e/ou pelo menos com passagem vitoriosa no Brasil e poucos foram jovens para a Europa.
Observando os detalhes e guardando as devidas diferenças, percebemos que a defesa era constituída de jogadores com história no Brasil, Marcos, Roberto e Cafú, estes dois laterais que jogavam na Europa, já tinham uma história no brasil, no meio tivemos jogadores criados no Brasil que nem ainda tinham cheirado a Europa, exceto o Ronaldinho e o Rivaldo e no ataque um que não teve história no Brasil, saiu bem cedo.
Se assim compararmos, em 2014 tínhamos apenas um jogador que atuava no brasil e os outros, praticamente todos, se fizeram na Europa e foram forçados a jogar um jogo "à la brasileira".
Será que foi só isto que determinou a derrota? sim e não, afinal este é um jogo atípico, mas com certeza não teremos mais nenhuma seleção e/ou futebol brasileiro vencedor e protagonista, pois estamos copiando os outros e fugindo de nossas raízes vencedoras.
Aprender com os outros só o que há de bom e melhorarmos nossas competências.
da forma que pedem eu imagino uma renovação no futebol brasileiro da seguinte forma: Mudaremos o treinado, mudaremos os jogadores, mudaremos a torcida e principalmente mudaremos a imprensa, todos importados da Alemanha e da Espanha.
A única forma de retomarmos o futebol brasileiro é evitar o êxodo, senão seremos tal como o Uruguai, reféns do passado glorioso.
Lembro quando os jornalistas do sudeste brasileiro defendiam a ida de Neymar para a Europa, exclamando que ele assim aprenderia e traria novidades para a seleção brasileira.
Nada disto aconteceu e os outros como Oscar, William, etc. Não demonstraram grande evolução para o bem da seleção.
ir para a Europa é o tiro no pé do futebol brasileiro. Somos apenas um país exportador de "Pé de obra". Uma geração perdida.
É evidente que o Brasil não tem poder financeiro para lutar contra os times estrangeiros e nem mesmo culturalmente, pois com nossas mentes de povo colonizado, achamos que ir para o exterior é crescimento pessoal e humano. No caso específico do futebol, só há crescimento financeiro (Ou não), pois profissionalmente não é, vide o caso Robinho, Pato e tantos outros.

Triste Brasil.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

EU SOU BRASILEIRO 24 HORAS POR DIA...


Sem título 11Sem título 2
Eu sou apaixonado pelo esporte e dentre eles o futebol. Gosto de futebol todos os dias do ano e não só torço para a seleção que representa o Brasil de quatro em quatro anos.
Eu observo que vários são os esportes que os brasileiros disputam e que em alguns são laureados com a vitória, mas só o futebol tem a dimensão que tem.
Claro que isto já se tornou um traço cultural do povo brasileiro, mas eu não faço parte dos "Modinhas" que falam sobre futebol a partir do que ouvem nas mídias.
Eu não me envergonho da equipe da CBF que representou o Brasil nestes jogos, por ter perdido por 7 a 1, pois NÃO ME ENVERGONHO DOS AMIGOS QUANDO ESTES COMETEM ERROS.
é fácil colar com eles na vitória.
Eu torço por estes rapazes, pois eles são jovens que saíram do mesmo lugar que eu e assim como eu, conseguiram algo na vida.
Se eles conseguiram valores altos em seus ganhos profissionais não é por culpa deles e sim do nosso sistema onde o show business vale mais que o serviço prestado a uma escola, a um hospital, etc.
Imagina se estes rapazes não tivessem ido par o futebol, hoje teriam sub empregos ou seriam mais uma estatística na vida dura da periferia.
Explodam-se os que tem inveja e falam nos altos ganhos dos caras, eles ganham porque pagam, eles não roubam.
Eu sou BRASILEIRO, porque eu acordo cedo, sou trabalhador, pago minhas dívidas, pago meus impostos, respeito as leis, sigo o curso das resoluções da sociedade.
Sou BRASILEIRO porque eu eu nasci nesta terra, colocado aqui por meus pais, os quais eu prezo.
Sou BRASILEIRO porque respeito minhas raízes, busco conhecê-las e aprendo a cada dia o bom de ser brasileiro.
Sou BRASILEIRO 24 horas por dia e não só de 4 em quatro anos.
Perder de 7 a 1 para a Alemanha não me faz me sentir menos brasileiro ou me sentir degradado, apenas foi um resultado adverso no esporte, como tantos outros.
Não vou copiar o modelo adotado pela Alemanha para poder chegar a vitoria, afinal tenho personalidade e quero ser vencedor com meus méritos, no máximo vou aprender como anular as várias armas que o oponente tem, mas não copiá-lo, pois assim sendo demonstra a baixa auto estima.
Não vou misturar isto com as questões sociais, assim sendo se fosse copiá-los teria que fazer um holocausto também para aprender o que eles aprenderam a duras penas.
Posso até aprender com eles como me comportar melhor com minhas verdades, afinal eles foram buscar na fonte da construção do Brasil, foram até onde os primeiros habitantes desta terra estão e lá fizeram mimos a estes, quem sabe não pegaram um pouco dos espíritos dos indígenas (Ai foi viagem pura...), pois nós o máximo que fazemos é querer matar todos os índios e chamá-los de preguiçosos.
Claro que a nação Alemã tem muito a nos ensinar, pois eles estão nesta lida a mais tempo que nós, e assim sendo aprendamos então o que eles fizeram em 2002, quando perderam a final para o time da CBF. Eles não ficaram com vergonha de seus jogadores e nem desprezaram a todos e formaram nova equipe, muito pelo contrário, mantiveram o time e apostaram nestes jogadores, mesmo estes perdendo as competições seguintes a 2002.
Portanto, eu continuo de cabeça erguida e sendo BRASILEIRO 24 horas, estudando, aprendendo e tentando ser um ser humano bem melhor para poder abraçar o meu país e os meus irmãos e fazer algo por eles.
Não sou dos que apostam em um "SASSÁ MUTEMA", Salvador da Pátria para poder reger nosso destino, eu quero é colocar as mãos nas rédeas do destino do meu pais, por honra e glória dos meus antepassados, pessoas que sofreram e se deram para transformar este lugarzinho em uma nação.
Sou BRASILEIRO não me envergonho de nada e serei BRASILEIRO 24 horas por dia, pois eu amo meu país, mesmo com todas as suas mazelas e com todos os imbecis que adoram fazer comparações com outras nações por conta exclusiva de falta de conhecimento da nossa própria história.
Não me envergonho de ser brasileiro quando vejo a saúde em frangalhos, a educação defasada, a segurança um caos, pois sei que os gestores de tal saúde foram colocados por mim no status que se encontra e sim é minha culpa.
Quem dera um dia todos os brasileiros entendessem que a nossa copa do mundo é diária e que deveríamos nos unir, pois só a união poderá nos tirar da trava do progresso.
Quem dera nós, os brasileiros pudéssemos torcer para a seleção de futebol e exigir dos politicos a execução das obras e não o contrário, pois nós exigimos que os jogadores ganhem os jogos e torcemos para os políticos.
Eu continuo BRASILEIRO e se você não gosta de ser e/ou tem vergonha de ser, se mate e mate seus pais, pois eles são os culpados de você estar aqui.

domingo, 8 de junho de 2014

A COPA DA TRISTEZA…



Conta-me que em 1950 o estádio do Maracanã calou-se ao gol do Uruguai, deflagrando a perda do título daquela copa do mundo.




Sei que as proximas gerações comentarão sobre o coro da nação, independente do resultado, em campo, da seleção da CBF, que representa o Brasil.
cmeçamos a peder estacopa, independente do resultado em campo, quando deixamos que senhores,que represenavam o pais colocaram o Brasil como sede dsa copa de 2014. Naquele momento era um passo dos dirigentes nacionais para ummodelo de poder, se perpetuar.
Um verdadeiro tirono pé. Infelizmente a nação ficou calada ao constatar que seríamos a sede deste evento.
Ao aproximar o evento e com as tais “Rapinagens”, que todos sabiam que aconteceriam, pois isto faz parte do DNA da nossa população e principalmente os que ascendem ao poder publico, as reivindicaões começaram e uma parte significativa da população começou a reivindicar e/ou criticar os atos bandidos dos que conduziam os trabalhos para a realização do tal evento.
Hoje, dia 08 de junho, quatro dia antes do inicio do torneio mundial de futebol profissional de seleções, tenhoa certeza que a nação vai chora.
Infelizmente o discurso dos que podem e tem o poder da mídia já está pronto, se perder ou se ganhar em campo.
Como a nação esá dividida no quesito o que e como se manifestar sobre o assunto, teremos grupos que se sentirão satisfeitos com a derrota em campo e outro grupo buscando os culpados, como aconteceu em outras copas. e neste instante me pergunto: Qual será o vilão que Galvão Bueno e sua vorja apresentará ao mundo?
Em 1990 foi Dunga, em 1998, foi Ronaldo e o seu “Piripaque”, em 2006 foi Roberto Carlos e em 2010 foi O Dunga novamente. É bem verdade que Galvao apenas segue o pretexto preferido da nossa nação queé encontrar alguém para “Cristo”, pois bem antes dele ser o que é e ter o poder que tem, a nossa nação já colocou o Barbosa como o aiorandido da história do país, um cara içado a Judas.
Por falar em disurso, quando a seleção ganhar, muitos dirão:

01 – Essa copa foi comprada, todos sabiam que o Brasil ganharia. A eu perguntarei: Porra, se esta joça pode ser comprada, porque os EUA não compraram em 1994 e porque o Brasil tem tanto dinheiro e poder para comprar cinco copas e perder em 1982, quando o João Havelange era o presidente?
Alguém via acor da grana, alguem sabe onde e quando foi feito o pagamento e mais, quem foram os beneficiados com a “dinheirama”?
Pra finalizar, por que a Aemanha não comprou o mundial quando recentemente foi em sua casa?
02 -  Essa copa foi fraca, muitos dos brandes ogadores vieram machucadose foi facil.Isso eu nem perguntarei nada, pois prova que nada entendem de futebol.
03 – Essa copa é vergonhosa e não temos hospitais, escolas e nem trabalho, etc.A estes eu direi: A copa que nos interessa de verdade é em outubro.
estes entre outros discursos já estão preparados. Mas como sempre não condizerão com a realidade.
Se acaso a seleção da CBF, que representa o Brasil, perder, todos dirão:
01  - Todos sabiam, uma copa feita com sangue e suor dos pobres brasileiros, efetuada com roubo e desvio do erário.A estes eu perguntarei: Há na nossa istoria algo que tenha sido feito de forma difeente?
Houve algum evento feito para pobre?
A úncia obra feita para pobre é presidio.
02 – Também, Felipe só chamou sua panela, faltou jogador tal, jogador tal… e o pior este Neymar é um cai cai e todos sabem que ele não joga nada.A estes eu direi: Vão tomar… Banho e lavar o cérebro.
Não importa qual seja o discurso, já está preparado.
O que sei é que desde já eu coro com este evento sendo efetuado aqui nsta bagaça chamada Brasil.
Choro porque levaremos ao mundoq ue somos um povo atrasado e sem nenhuma capacidade de organização.
Choro porque sei que que ainda somos uma mente colonizada e que não seguiremos um caminho rumo a sermos nação de jeito algum.
Choro porque os que tanto criticam e apedrejam o evento nada fará em outubro de 2014.
Tecnicamente, falando estritamente de futebol, eu espero uma copa fraca tecnicamente, mas muito potente em termos de tática, mesmo sendo pobre, pois os times jogarao da mesma forma, linhas de defesa potentes e contra ataque.
Nada haverá de novo e veremos verdadeiros “Cyborgs” atuando de forma dura e com poucos ances de criatividade e resgate do lúdico no futebol.
Teos uma chance de que o time da CBF ganhe a copa em campo, se ela se empenhar mas doq ue foi feito na copa das confederações.
Não vejo condição de Neymar se destacar mais do que os outros, pois só sendo uma equipe é que podem ganhar.
No mais poderemos ver os dois melhores do mundo se arrastando em campo ou sendo apenas eficientes como eles são e como pede o futebol destes tempos.
Embora eu não seja “Mãe Dinah”, assim penso, mas torço apra que tudo isto seja apenas fruto da minha mente e nada se confirme, pois sou apaixonado por futebol.
No quesito organização da copa e futuro da nação eu temo que no máximo continuaremos uma “M” de sociedade e que nada mudará, mas assim como no outro quesito eu torço para que não aconteça a porcaria de evento que eu espero.
Infelizmente o principal produto de exportaão de divisas culturais que temos está sendo detonado pelo povo da minha terra, infelizmente teremos que continuar ouvindo e vendo os povos de outros paises nos tendo como este “Zé povim” de merda.

Triste Brasil.

sábado, 7 de junho de 2014

CARTA ABERTA AO POVO BRASILEIRO…

Gostaria de pedir desculpas ao povo brasileiro.

DESCULPA BRASIL

Eu sou politico e me sinto responsável por ter dividido a população do meu pais.
Gostaria de me desculpar por ter envolvido toda a população em uma insanidade que é a realização de um evento como a COPA DO MUNDO DE FUTEBOL em nossa terra.
Me desculpo por nada fazer quando um grupo de politicos, que comandavam o pais nos fez caminhar para este caos social.
Me desculpo por não fazer nada para melhorar a educação, saúde e a segurança em nosso país.
Me desculpo por estarmos prestes a levar ao mundo a nossa identidade real, que é de um povo mal organizado e que tem comandantes politicos só interessados em locupletar-se sem nenhuma dignidade e respeito.
Me desculpo por mostrar ao mundo que somos uma sociedade egoísta, sem nenhuma organização e que vivemos sob a égide do “Cada um por si e que Deus nos acuda”.
Me desculpo por mostrar ao mundo que não evoluímos como sociedade e que somos ainda incapazes de termos uma identidade e mantemos nosso padrão de um povo colonizado.
Me desculpo por não ter feito nada para mudar as estruturas fisicas das cidades que vão receber jogos deste evento e que assim sendo terão que abrigar milhares de pessoas vindas dos quatro cantos do mundo.
Me desculpo por não proteger o meu povo da vergonha que estamos prestes a passar por demonstrar oa mundo que somos incapazes de manter um dos produtos de divisa cultural que mais nos representa, que é o futebol.
Por fim, me desculpo de toda a nação por este momento vergonhoso, independente do resultado que possa vir a ter, o time da CBF que representa o brasil, sei que a população sairá perdedora após este evento.
Gostaria de que todos os politicos do meu país se envergonhassem junto comigo e que pudessemos declinar da realização dos jogos olimpicos no rio de Janeiro.

 

Baseado neste manifesto imaginado por mim, bem que a presidente do Brasil, poderia fazer um comunicado ao povo brasileiro se deculpando ´pela realização da COPA DO MUNDO no Brasil, já que ela é a chefe maior e representante dos politicos brasileiros.


 

terça-feira, 29 de abril de 2014

O FUTEBOL É LIVRE

 

Assim caminha o futebol...
Se durante dois ou três anos vimos o jogo do "Enrola, enrola" do Barcelona comandar, agora a tal da "Retranca" está comandando a Europa.
Na final teremos, um "Ônibus, uma carreta ou quem sabe um navio" dentro da área?
Jogos em que não vemos, um grande drible, uma jogada que tenha o "Lúdico" como prioridade.
Mais uma vez a eficiência quem manda, a força e a defesa.
Mais uma vez o futebol manda por terra os ditos "Entendidos", pois este é um esporte livre que não deixa ninguém comandá-lo.
Futebol não é xadrez, ele vive de uma situação sem domínio, tudo pode acontecer.
A razão, a lógica só antes e depois dos jogos, lá dentro o que resolve é bola na rede.
Um indivíduo do banco de reservas não tem o poder de comandar os destinos do futebol. cada jogo uma história e cada um joga com o que tem.
No fim ganha quem faz gol e ponto final.
O fato de termos treinadores e times que se propõem a defender mais e atacar de forma letal, não diz em hipótese alguma que é assim que se ganha jogo, afinal do outro lado tem cabeças pensantes e um sistema de jogo tem suas falhas, que são descobertas com o tempo.
Hoje é um amanhã é outro.
No mais são apenas divagações.
Prefiro os fatos a "Filosofadas" dos comentaristas oficiais.
Eu, torcedor, adorei ver o Guardiola aprender que ele não determina nada, ele apenas é uma peça deste grande jogo chamado FUTEBOL e os "deuses" deste esporte não permitem alguém determinando os caminhos.
FUTEBOL É LIVRE.